As melhores carnes para churrasco

Domingo é dia de churrasco entre os amigos ou a família. Um bom churrasco incluir reunir as pessoas, colocar uma boa música e aproveitar o dia.

Mas nada vai bem se você não souber escolher a carne certa para levar à churrasqueira. Por isso, separamos neste artigo as 10 melhores carnes para você preparar um churrasco perfeito.

1. Picanha

A campeã no ranking dos churrasqueiros. A picanha é uma carne macia e suculenta, de cor avermelhada com uma grossa capa de gordura que possui um sabor incomparável. A peça deve ter no máximo 1,3kg e é servida ao ponto ou mal passada.

carnes para churrasco

2. Costela

Corte clássico do churrasco gaúcho, a costela de porco ou de boi tem um sabor indescritível. É encontrada em duas versões: costela ripa e costela ponta de agulha ou minga. A primeira tem a carne mais seca e ossos maiores, a segunda tem mais gordura e carne entre os finos ossos. Ambas devem ser servidas ao ponto.

3. Fraldinha ou vazio

É a ponta da agulha ou da costela. Esta carne tem pouca gordura e essa parte deve ser retirada na hora de servir. É um corte leve e macio que precisa ser assado com cuidado, pois passa do ponto com facilidade e rapidez. Para servir, elimine o excesso de sal grosso e corte em pedaços grossos.

4. Maminha

A maminha tem pouca quantidade de gordura e por isso uma carne leve e suculenta. Pode ser preparada no espeto ou na grelha e temperada apenas com sal grosso. Deve ser servida entre mal passada e ao ponto e fatiada aos poucos em fatias finas. Se passar do ponto, pode ter o sabor alterado.

carnes para churrasco

5. Alcatra

É uma boa alternativa ao preço da picanha, mas igualmente é um carne nobre e saborosa para o churrasco. Macio e com pouca gordura, a alcatra fica pronta rapidamente, em menos de meia hora. É preparada preferencialmente na grelha, mas pode ser assada no espeto em fatias de cerca de 8 cm ou em pequenos cubos no EspetinhoFlex, aquele acessório que assa com palitos de madeira no EspetoFlex.

6. Filé mignon

O filé mignon não é uma das carnes mais procuradas para o churrasco por ser o mais nobre dos cortes. É uma carne macia e com sabor levemente adocicado. Prepara-se na grelha em pedaços grandes ou peça inteira. Também é utilizado para compor o espetinho ou xixo, que fica uma delícia entremeada com pedaços de cebola ou pimentão.

carnes para churrasco

7. Contrafilé

Este corte é suculento e um dos mais macios e adequado para uso em grelhas. O contrafilé é a carne ideal para quem gosta de mal passado e deve ser servido em bifes grossos ou picado. Para prepará-lo, retire o nervo da lateral e asse em alta temperatura para não endurecer a carne.

8. Miolo da Alcatra

O miolo da alcatra é uma carne com pouca gordura, leve e saborosa, por isso é muito macia. É muito querida pelos churrasqueiros por seu sabor acentuado e rápido preparo. Deve ser cortado em peças maiores e preferencialmente preparado na grelha, preferencialmente.

9. Chuleta

A chuleta é um corte muito saboroso e entremeado de gordura. Deve ser temperada apenas com sal grosso e assada na grelha. Fica pronta em cerca de 15 a 20 minutos, precisando ser virada na metade do tempo, quando o suco da carne “brotar” na superfície.

carnes para churrasco

10. Cupim

Um clássico do nosso churrasco, o cupim tem preparo lento e é uma carne bastante fibrosa. Tem um sabor característico e costuma ser servido junto a acompanhamentos e pratos de entrada. Pode ser assada enrolada em papel alumínio para distribuir melhor o calor na peça.

 

Agora que você já conhece os melhores cortes para preparar um belo churrasco, adquira os espetos giratórios e acessórios, como grelha flex e EspetinhoFlex para facilitar sua vida.

O churrasco gaúcho

O churrasco gaúcho é único. Sem dúvida somos os melhores assadores do planeta. Mas também somos democráticos e queremos que todos no Brasil conheçam os segredos. Mas esse título não é obra do acaso. O churrasco gaúcho tem alguns segredos. Você sabe preparar um churrasco de primeira? Veja alguns dos segredos para tornar você o melhor churrasqueiro da turma.

churrasco gaúcho

A escolha da carne

Um bom churrasco começa pela escolha da carne ideal. Para o típico churrasco gaúcho, a carne não pode ser muito magra, de preferência aquelas com a gordura clara.

Quando a carne é de um animal velho, os cortes ficam escuros e a gordura em tom amarelado.

Carnes muito duras não servem para ser assada no fogo, verifique a maciez apertando levemente a carne. Os cortes embalados a vácuo costumam manter a carne fresca por mais tempo.

As facas

Um corte errado pode estragar a carne. Por isso, verifique se suas facas estão bem afiadas e com boa empunhadura para o manuseio. As facas para carne não devem ser usadas para outros fins. E na hora de guardá-las, deixe em uma bainha de couro para proteger o fio. Ter uma faca grande, com mais de 30 cm, facilita a vida do assador.

O fogo

Um fogo bem feito é essencial para o churrasco gaúcho típico, pois um fogo fraco ou uma alta labareda podem estragar sua carne. Acesa o carvão antes de colocar a carne e espere ele liberar a fumaça inicial, que deixa gosto e cheiro ruins na carne. Espere as chamas cessarem e coloque a carne quando uma camada de cinzas se forma sobre as brasas. Espalhe um pouco a brasa na churrasqueira e leve a carne ao fogo.

churrasco gaúcho

Altura da carne

Esse é outro ponto crucial para um churrasco gaúcho perfeito. A carne muito perto do fogo queima por fora e fica crua por dentro, enquanto a carne colocada longe demais do fogo cozinha sem o sabor característico do churrasco. Sua carne estará na altura ideal quando a gordura pinga na brasa sem levantar labaredas.

Tempero

Para preparar o típico churrasco gaúcho, o único tempero utilizado é o sal grosso. Salgar a carne ainda crua pode deixá-la seca e dura. Coloque a carne no fogo sem sal e só tempere depois que ela pegar cor.

churrasco gaúcho

Espetos

Os espetos são melhores para carnes menores, como medalhões e costela. As grelhas servem para picanha, maminha e outras peças grandes. Para um churrasco bem assado e sem esforço, conte com os espetos giratórios e acessórios da Espetoflex, pois eles giram a carne o tempo todo, evitando assar um lado mais do que o outro, tarefa que tem que ser vigiada de perto pelo churrasqueiro, quando não dispõe de espeto giratório.